terça-feira, 21 de maio de 2013

:: Série A, o retorno: Vozão ficam em 5º na preferência

Favoritos_SERIE-B-2 (Foto: Infoesporte)

 

Rebaixados em 2012, Verdão, Sport, Atlético-GO e Figueirense são vistos pelos jogadores como principais candidatos para voltar à Primeira Divisão

Por Thiago de Lima* Rio de Janeiro/Globoesporte.com

saiba mais

      Parece que foi ontem. A expressão vale mais ao se lembrar de acontecimentos recentes do que de fatos antigos na memória dos boleiros. Exemplos atuais serviram como embasamento na hora do voto em pesquisa feita pelo GLOBOESPORTE.COM e pela revista “Monet” com 343 jogadores de 23 clubes das Séries A e B do Campeonato Brasileiro. E o "ontem" foi 2012. Para os atletas, a imagem de Palmeiras, Sport, Atlético-GO e Figueirense ainda está viva na Primeira Divisão. Rebaixados no ano passado, os quatro clubes foram apontados como favoritos para retornarem à elite do futebol nacional já em 2014.

       Na pesquisa, cada jogador escolheu as quatro equipes favoritas a uma vaga na Série A, e todos os 20 participantes da Segundona nesta temporada foram lembrados ao menos uma vez. Mas os preferidos tiveram sucessos recentes: o Sport, que subiu pela última vez em 2011, ganhou 237 votos (69,1%); o Figueirense, promovido em 2010, foi citado 142 vezes (41,4%); e o Atlético-GO, que fez o mesmo em 2009, teve a preferência de 126 opiniões (36,7%). À frente do trio, só o Palmeiras, campeão em sua única participação na Série B, em 2002. Para 297 atletas (86,6%), o Alviverde tem tudo para repetir a campanha ou conseguir ao menos o seu acesso.

      O Palmeiras formou um time para disputar a Libertadores este ano, competição para a qual se classificou após conquistar a Copa do Brasil de 2012. Apesar da eliminação nas oitavas de final do torneio sul-americano, e de cair nas quartas do Paulistão, o Alviverde demonstrou força jogando em casa e conta com peças com experiência por outras grandes equipes do país para brigar pelo título da Série B, como, por exemplo, Fernando Prass (ex-Vasco), Ayrton (ex-Coritiba), Marcelo Oliveira e Charles (ex-Cruzeiro), Leandro, Léo Gago, Vilson e Rondinelli (ex-Grêmio).

      - Por o Palmeiras ser a vedete da Série B, chama atenção. Com quase todos os jogos televisionados, todos vão jogar o jogo da vida contra o Palmeiras, e isso vai dificultar a nossa vida. É um dos clubes com mais tradição, com uma história mais vitoriosa do que os concorrentes. Isso não torna favorito. Futebol é momento. Camisa sozinha não ganha jogo. Confio muito no elenco. Sei que é um elenco que tem brio, que honra a camisa do Palmeiras - elogiou o presidente alviverde, Paulo Nobre.

      O Palmeiras é o time a ser batido pela força que tem e história, mas não adianta vir com camisa, pois é preciso provar essa aposta no jogo"

Magrão, goleiro e capitão do Sport

      Vice-campeão pernambucano, o Sport concorda com a votação e se vê credenciado ao acesso. No discurso de jogadores e técnico, o time tem tanta condição de subir como o Palmeiras, considerado o adversário mais qualificado. Porém, o goleiro e capitão rubro-negro, Magrão, avisa: camisa não ganha jogo.

      - O Sport entra na Série B como favorito. Assumimos essa responsabilidade e sabemos que virão mais jogadores para fortalecer o grupo. O Palmeiras é o time a ser batido pela força que tem e a história, mas não adianta vir com camisa, pois é preciso provar essa aposta no jogo - analisou o camisa 1, que está há oito anos no clube e é um dos ídolos da torcida.

Favoritismo? Não, obrigado

Ricardo Figueirense goleiro (Foto: Luiz Henrique/Figueirense FC)

Ricardo substituiu Wilson, titular do Figueira nos últimos anos (Foto: Luiz Henrique/Figueirense FC)

      Enquanto alguns assumem o favoritismo apontado pelos jogadores, outros rejeitam o rótulo da pesquisa. Vice-campeão goiano, o Atlético-GO tenta voltar à elite após três anos consecutivos na Primeira Divisão do país, mas considera o alto número de votos que recebeu como um obstáculo. Principalmente para evitar surpresas de equipes menos conhecidas no cenário nacional.

      - Favoritismo é cilada. Não é bom. Se não for bem administrado, acaba atrapalhando. Vejo apenas como um sinal de que respeitam nossa estrutura. Não sabemos como está a maioria dos outros times. Só vai dar para termos uma noção depois que começar, ao longo dos jogos - explicou Adson Batista, diretor de futebol do Dragão desde 2006.

      Já o Figueirense, eliminado na semifinal do Campeonato Catarinense, tem seu maior rival como exemplo para descartar qualquer favoritismo. Campeão estadual em 2012, o Avaí foi o quarto mais votado pelos jogadores no ano passado, mas não fez boa campanha na Série B e terminou em sétimo lugar, longe da vaga para a Primeira Divisão. Para Ricardo, goleiro do Figueira, o time tem boas chances de garantir o acesso, desde que não deixe a confiança subir à cabeça.

      - Há muitos times qualificados, então não digo favorito, mas temos bastante chance de conquistar esse acesso à elite pelo trabalho que vem sendo feito no Figueirense. Favoritismo vai contar na reta final, onde vão se colocar os quatro primeiros.

      Enquanto isso, a moral anda em alta para 166 dos 343 jogadores entrevistados. Eles votaram no próprio clube que defendem como um dos candidatos para subir à Primeira Divisão, um percentual de 48,4%. Já 17 atletas (4,9%) não souberam indicar os quatro favoritos da Série B.

Títulos deixados de lado

      Antigos campeões da Série B ficaram para trás na votação. O Paraná, vencedor em 1992 e 2000, recebeu só nove votos (2,6%); o Paysandu, que levou o caneco em 1991 e 2001, foi citado 16 vezes (4,7%); o Bragantino, ganhador em 1989, foi votado por 19 atletas (5,5%); e o América-MG, que conquistou o título em 1997, foi lembrado por 64 (18,6%) dos entrevistados.

Ceará campeão cearense (Foto: Kid Júnior/Agência Diário)

Título cearense 2013 não foi suficiente para deixar o Ceará como favorito (Foto: Kid Júnior/Agência Diário)

      A memória recente dos jogadores também seguiu o mantra de que os estaduais não servem de parâmetro para os campeonatos nacionais. Únicos vencedores regionais na Segunda Divisão atual, Ceará e Paysandu não se credenciaram como os quatro favoritos na opinião dos jogadores. Além do time paraense, recém-promovido à Série B e votado só 16 vezes, o cearense foi outro a ficar longe. A equipe até foi a quinta mais lembrada, com 72 votos (21%), mas terminou com 54 votos de distância para o pelotão de frente.

Série C vence a Copa do Nordeste

      A Copa do Nordeste 2013, campeonato que contou com clubes de tradição no cenário nacional como Bahia, Vitória, Ceará e Sport, por exemplo, não teve tanto prestígio entre os boleiros. Vice-campeão do torneio, o ASA de Arapiraca recebeu só um voto de todos os 343 entrevistados, equivalente a 0,3% da pesquisa. Por outro lado, os recém-promovidos da Série C chegaram à Segundona com um pouco mais de moral entre os jogadores. Além do Paysandu, a Chapecoense recebeu nove votos (2,6%); o Icasa foi votado sete vezes (2%); e o Oeste, atual campeão da Terceira Divisão, foi lembrado por quatro atletas (1,2%).

* Colaboraram Diego Madruga, Guilherme Gonçalves, Gustavo Serbonchini e Lula Moraes.

0 comentários:

Postar um comentário