quarta-feira, 13 de junho de 2012

:: Alvinegro de corpo e alma

             Romário, titular do Ceará e torcedor alvinegro, é ex-integrante da Cearamor

    Qual torcedor nunca teve aquele sonho de, numa partida emocionante, colocar a camisa do time, entrar no gramado, fazer o gol decisivo e explodir a torcida no estádio? Romário soube bem como é essa sensação em 2001, quando Ceará e Fortaleza duelavam numa manhã de domingo pela Série B do Campeonato Brasileiro. “Um dos melhores jogos a que assisti”, relembra.

     Torcedor alvinegro desde criança – “porque a família toda é Ceará”, como explica -, Romário, com 9 anos, viu das arquibancadas Mota marcar dois gols no empate em 3 a 3. Hoje, compõe o ataque alvinegro justamente com um dos maiores ídolos e é a aposta em Porangabuçu pela força, garra e poder de finalização.

    “Comecei a torcer pelo Ceará desde novo. Por eu ser atacante, sempre reparei nos atacantes. Dois que sempre me chamaram atenção atuando foram Mota e Sérgio Alves”, exalta. “Eu sempre ia aos jogos para apoiar o time”, reforça.

    Custou pouco para que ele caísse nas graças dos também fanáticos pelo Vovô, pela entrega em campo e vibração ou lamento no caminhar das partidas. “Mesmo quando jogava nas categorias de base, Romário andava nas arquibancadas, junto aos componentes do Jardim América, onde ele nasceu e se criou”, conta o presidente da Cearamor, Jeysivan Carlos.

    “Até hoje ele vem para o centro de treinamento, para, anda a pé, conversa, normal. Ele sempre foi humilde”, elogia Jeysivan. Pedir, por exemplo, para o jovem atacante explicar o que sente ao escutar a torcida gritando seu nome já vira uma missão daquelas quase impossíveis. “Não consigo explicar. É uma coisa muito forte. Não consigo dizer”, repete Romário.

    Com nove gols marcados (sete no Cearense, um na Copa do Brasil e um na Série B) e apenas 19 anos, Romário traça para si um futuro que qualquer torcedor-jogador alvinegro almejaria. “Quero ser conhecido como o Mota. Se Deus quiser, fazer história que nem ele”. Com contrato que vai até 2017, oportunidades não faltarão.

     Perfil

    Nome: Romário Marques Rodrigues
    Nascimento: 27/10/1992
    Naturalidade: Fortaleza
    Gols: 9 (como profissional)
    Altura: 1,86m
    Peso: 85kg
    Clubes: Grêmio e Ceará

    Fonte: Jornal O Povo

0 comentários:

Postar um comentário