sábado, 19 de novembro de 2011

:: Valeu, Vozão!

image

Contra um adversário sem nenhuma perspectiva ou ambição nas rodadas finais do Campeonato Brasileiro, o Ceará ganhou energia para seguir na luta contra o rebaixamento. No início da noite deste sábado, no Estádio Olímpico, a equipe visitante derrotou o Grêmio por 3 a 1, pela 36ª rodada.

Felipe Azevedo marcou os três gols cearenses. Douglas fez o da honra gremista. Agora com 38 pontos, o Ceará ainda está na zona de rebaixamento, na 17ª colocação, e torce contra o Cruzeiro - com a mesma pontuação, uma posição acima - que enfrenta o Atlético-PR neste domingo. O Grêmio permanece no 11º lugar, com 47.

As duas equipes voltam a jogar às 17h do próximo domingo, pela penúltima rodada do Brasileirão. O Grêmio recebe o Atlético-GO em Porto Alegre, e o Ceará abre as portas do Presidente Vargas ao Cruzeiro, em confronto direto para deixar o Z-4.

salmon grêmio osvaldo ceará (Foto: Roberto Vinícius / Agência Estado)

Osvaldo construiu a jogada do primeiro gol da vitória cearense (Foto: Roberto Vinícius / Agência Estado)

Um do centroavante

Sem Fábio Rochemback e Escudero, Celso Roth abriu mão do habitual 4-2-3-1, e distribuiu o Grêmio no 4-4-2 com o meio-campo reproduzindo o desenho de um losango, a partir do recuo de Marquinhos à faixa dos volantes Fernando e Adilson. A estratégia, no entanto, não funcionou.

Dimas Filgueiras cumpriu a promessa de escalar o Ceará no 4-3-3, conseguindo equilibrar a posse de bola com os anfitriões, e acelerando bons contra-ataques pelos lados. Em um deles, Osvaldo enfileirou marcadores e brindou Felipe Azevedo com uma bela assistência, aos 28: 1 a 0.

Imediatamente, do banco de reservas Roth ordenou a reconstituição do 4-2-3-1. E o Grêmio reagiu. Nove minutos depois, Douglas reprisou Osvaldo, deixou um batalhão de adversários para trás, tabelou com Leandro e André Lima na passagem, e empatou.

Mais dois do centroavante

Mas não tardou para o Ceará recuperar a vantagem. No primeiro lance, praticamente, da etapa final, Thiago Humberto foi derrubado por Rafael Marques. Na área gremista. E Felipe Azevedo, na cobrança do pênalti, fez 2 a 1 para os visitantes.

O mesmo Felipe Azevedo, aos 12, chutou duas vezes a gol. Na primeira Victor defendeu, mas na segunda o camisa 1 do Grêmio foi encoberto por belo chute. Três para o Ceará, três dele. Justificando a profissão com a qual se apresenta: centroavante.

Nas arquibancadas, os apenas 7.130 torcedores - menor público do Olímpico neste Campeonato Brasileiro - anteciparam a saída, e debandaram. Os poucos remanescentes vaiaram os jogadores do Grêmio, gritaram "olé" para as tabelas do Ceará, e pediram a saída do treinador:

- Adeus, Roth! Adeus, Roth!

Nos acréscimos, Miralles conseguiu um pênalti derradeiro, reclamando mão do defensor ao tentar o drible. O próprio atacante argentino cobrou, mas acertou a trave.

0 comentários:

Postar um comentário