quinta-feira, 26 de maio de 2011

:: A vida continua

Por  Daniel Luiz Azevedo Oliveira

    alt

     Nobres Embaixadores (as), legítimos representantes das cousas do Ceará, começo este texto do mesmo jeito que comecei um outro, não muito antigo, agora contando com a ajuda da música do arquivo em anexo.

    O Ceará não se classificou e novamente o mundo não acabou, nem ficamos mais ricos ou mais pobres, tudo continua: as despesas, o trabalho, os problemas, as alegrias e os encontros festivos da Embaixada do Vozão.

    A vida é assim mesmo, cheia de vitórias e derrotas. Há vitórias mais memoráveis do que outras, assim como há derrotas mais dolorosas do que outras. Mas que graça teria a vida se não fossem esses momentos. E o que o futebol tem a ver com isso? Simples, assim como diversos outros eventos culturais, tem a grata capacidade de mexer com nossos sentimentos, tal qual determinados filmes, novelas, músicas, peças teatrais, shows musicais, espetáculos humorísticos, etc. Com um detalhe especial, o futebol envolve paixão. Uma paixão inquebrantável, insubstituível.

    Provavelmente por conta dessa paixão muitos alvinegros cearenses amanheceram um pouco mais sisudos, contrariando um pouco a fama de bom humor e simpatia de todo cearense. Porém, devemos lembrar que foram 64 times escolhidos entre os melhores de cada estado e os melhores do ranking nacional de clubes. Dentre eles, o Ceará ficou entre os 4 melhores, tendo perdido apertado,  0 x 0 e 1 x 0. Caiu de cabeça erguida, afinal de contas, nesse funil só passa um por vez, e essa não foi a nossa vez.

    Chegar em uma semifinal e perder não é muito feliz, mas por outro lado, é bom ver o Ceará chegando no topo das competições. Que linda e inesquecível fase estamos vivenciando. É pra contar no futuro, caso os rumos mudem. Estamos jogando contra os melhores, casa cheia, manchete de telejornais nacionais, transmissão nacional por TV aberta, chegando a liderar campeonato nacional, ganhando com sobras campeonato estadual (arrastão), semifinalista da Copa do Brasil, tendo eliminado o Flamengo de Ronaldinho e companhia, etc. Que lindo momento. Torço para que seja bom enquanto dure, e que dure bastante. Enquanto isso, vamos fortalecendo os laços de amizade, e curtindo momentos festivos nos encontros da Embaixada do Vozão.

    Felicidades a todos.

1 comentários:

André Caldas disse...

Texto perfeito, meu amigo Daniel. Parabéns! Vc é um arrombado mesmo!

Postar um comentário