terça-feira, 9 de novembro de 2010

:: Vale a pena ver de novo: Ceará x Corinthians pela Conmebol

1995 - csc x corinthians [##Embaixada do Vozao]

    No primeiro jogo da 1ª fase, no Castelão, o Ceará chegou a estar vencendo o Corinthians até os 44 min do 2º tempo, mas sofreu o empate, com gol de Marcelinho Carioca, de pênalti (Foto: JOSÉ LEOMAR 18/10/1995)

   Quinze anos depois de ser o primeiro clube cearense a jogar uma competição internacional, o Ceará tem chances de garantir vaga na Copa Sul-Americana de 2011. O POVO relembra como foi a participação na Copa Conmebol

    No momento em que o torcedor do Ceará anseia pela classificação para a Copa Sul-Americana de 2011, O POVO relembra que, há 15 anos, o Alvinegro de Porangabuçu entrava para a história do futebol cearense como o primeiro - e até hoje único - clube do Estado a participar de competição internacional: a Copa Conmebol de 1995. A vaga havia sido conseguida com o vice-campeonato na Copa do Brasil de 1994.

     O elenco que disputou as duas competições foi praticamente o mesmo. Sem muito dinheiro para investir, o Ceará via no atacante Sérgio Alves a chance de ir mais à frente na Copa Conmebol e, quem sabe, viajar para fora do País. Na primeira fase, o Corinthians era o adversário. O primeiro jogo em Fortaleza e o segundo, em São Paulo. “A falta de experiência internacional fez a diferença”, diz o ex-zagueiro Airton, que estava em campo no primeiro jogo.

    Na época, a diretoria do Ceará tinha à frente o empresário Emmanuel Gurgel, que ficou empolgado com a chance de o clube cruzar a fronteira. Tanto que foram colocados à venda 70 mil ingressos para a partida do Castelão. Nela, o Ceará mostrou que tinha chances de classificação quando empatou em 1 a 1, após estar ganhando até os 44 min do 2º tempo. “Brigamos pela vaga de igual para igual”, conta Sérgio Alves, hoje cuidando das categorias de base do clube.

    Mas só o fato de jogar a Copa Conmebol já era motivo de orgulho. E, hoje, a esperança de participar, mais uma vez, de um torneio internacional traz boas perspectivas para quem esteve lá em 1995. “O Ceará tem mais plantel hoje. Naquela época, se um jogador titular se machucasse, não tinha um à altura para substituir”, pontua Airton.

    Na partida de volta, no Pacaembu, a situação muito parecida com o primeiro encontro das duas equipes. Novo empate, só que agora em 2 a 2. Nos pênaltis, deu Timão por 7 a 6, em uma disputa bem acirrada. “Lutamos até o final”, finaliza Sérgio Alves.

ONDE ESTÃO HOJE OS ATLETAS DO CEARÁ DE 1995

Anselmo (G): Mora em Guaxupé (MG) e estuda ingresso na carreira de preparador de goleiros.

Jaime (LD): Atua como amador, em Sobral.
Airton (Z): Segurança e disputa campeonatos de subúrbio.
Aldemir (Z): Gerente do Ferroviário.
Rômulo (LE): Preparador físico do Juazeiro.

Ronaldo Salviano (V): Árbitro.
Márcio Alan (A): Técnico.

Fábio (A): Encerrou a carreira.
Sérgio Alves (A): Treinador das categorias de base do Ceará.
Ivanoé (G): Abandonou o futebol e hoje mora em Quixadá.
Damião (Z): Funcionário do Ceará.

Fernando César (V): Encerrou a carreira recentemente no CRB.
Gilson (M): Comerciante no interior do Rio Grande do Norte.

> Paradeiro desconhecido:
Alex (M), Joãozinho (LE), Ney (V), Rogério (V) e Josué (A).

COPA CONMEBOL - 1995

CEARÁ 1

Anselmo; Jaime, Airton, Aldemir e Rômulo; Alex, Ronaldo e Rogério; Márcio Alan (Gilson), Fábio (Fernando César) e Sérgio Alves.
Técnico: César Moraes

CORINTHIANS 1

Ronaldo; Vítor, Célio Silva, Henrique e Silvinho (Marcelo); Júlio César, André Santos e Souza (Marques); Marcelinho Carioca, Elivelton e Serginho (Fabinho). Técnico: Eduardo Amorim
Local: Estádio Castelão

Data: 18/10/1995
Renda: R$ 151.122
Público: 19.042 pagantes

Árbitro: Sidrack Marinho (SE)
Assistentes: José Guedes Gusmão (AL) e José Araújo Melônio (MA)

Cartões amarelos: Anselmo, Airton, Alex e Rogério; Vítor e Henrique
Cartão vermelho: Célio Silva

Gols: Fábio (4min 1ºT); Marcelinho Carioca (44min 2ºT)

COPA CONMEBOL - 1995

CORINTHIANS 2

Ronaldo; Vítor, Henrique, André Santos e Elivelton; Zé Elias, Júlio César, Marcelinho Carioca e Souza (Tupãzinho); Fabinho e Clóvis (Serginho). Técnico: Eduardo Amorim

CEARÁ 2

Anselmo; Jaime, Damião, Aldemir (Fernando César) e Rômulo; Ronaldo, Rogério e Alex; Márcio Alan (Josué), Sérgio Alves e Fábio.

Técnico: César Moraes

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo

Data: 31/10/1995

Renda: R$ 25.257
Público: 2.104 pagantes

Árbitro: Antônio Pereira da Silva (GO)
Assistentes: Arnaldo Pinto Filho (BA) e José Carlos Oliveira (RS)

Gols: Clóvis (18 min 1ºT) e Serginho (40 min 2ºT); Sérgio Alves (31 min 1ºT) e Fábio (44min 1ºT)
Nos pênaltis: Corinthians 7x6 Ceará

3 comentários:

skema_gt disse...

16 ANOS DEPOIS O VOZÃO DE VOLTA A UMA COMPETIÇÃO SULAMERICANA !

NETINHO FERREIRA disse...

Será que agora o nosso VOZÃO chega em outra fase?
vamos torcida alvinegra encher o PV e torcer para que o CEARÁ volte a apresentar um bom futebol.

NETINHO FERREIRA disse...

Vamos lá torcida alvinegra incentivar o nosso time para que nossa equipe volte a conquistar uma vitória e apresentar um belo futebol.

Postar um comentário