domingo, 26 de setembro de 2010

Ceará patina e toma um banho na Ressacada

pe de pato

    O Ceará terá que aprender, no mínimo,  duas coisas no Campeonato Brasileiro. A primeira é conviver com a arbitragem, que jamais beneficia time nordestino. A segunda coisa é aprender a jogar em campo encharcado, como foi o caso desta partida contra o Avaí, na noite deste domingo, 26.

    Evidentemente que o Ceará perdeu a partida por uma série de fatores, que podemos enumerar, de início, três deles.

    1 - O ataque improdutivo que chutou apenas duas bolas a gol durante os 90 minutos de partida. Parece que os meias ofensivos combinaram com os atacantes para só entrarem na área adversária fazendo tabelinha e, só então, alguém tentar chutar a gol. Viram como o Avaí fez dois gols de fora da área? Óbvio: campo encharcado, bola molhada...

    2 - Não sei se notaram, mas o Avaí parecia muito mais à vontade em campo, não sentindo o campo encharcado. Parecia estar acostumado. Afinal, é o seu campo de treinamento.

    3 - Dimas é um funcionário de mil uma utilidades. Já foi até presidente, por uns dias, num passado meio recente. Como treinador, assumiu o Ceará pela 18ª vez - exatamente nas crises! - e em algumas delas se deu bem. Foi vice-campeão brasileiro em 1994 e, para quem não lembra, era o comandante do último tetracampeonato. Mas é preciso um treinador nato, que viva o cotidiano das táticas do futebol.

    Contra o Galo - Mas isto já é passado! Agora é trabalhar muito porque já nesta quarta-feira o time pega o Atlético no Castelão (Ei Máh! Lá vem tu com esse discurso de jogador!). 

    Nesta quarta, dia 29, portanto, queremos todos os embaixadores no Serpentina Zero Grau (301 do Sudoeste) para torcer por uma vitória do Vozão, que por certo virá!

    É a hora da recuperação! O jogo será às 22 horas! Não esqueça!

    Aproveita aí e já dá o seu palpite para o Bolão da Embaixada!

0 comentários:

Postar um comentário